AQUELE ABRAÇO

A DANÇA DO BUMBUM

A FORÇA DO AMOR

A GENTE SEMPRE VAI SE AMAR

A LUA E EU

A MENINA E O POETA

A NAMORADA

A PELEJA DO DIABO COM O DONO DO CÉU

A REVOLTA DOS DÂNDIS I

A SOMBRA DA MALDADE

A TERCEIRA LÂMINA

A VIDA É FESTA

A VIDA INTEIRA

ADMIRÁVEL GADO NOVO

ADOCICA

ÁGUAS PASSADAS

AGUENTA CORAÇÃO

AINDA É CEDO

ÁLIBI

AMANHÃ TALVEZ

AMAR É BOM

AMO EM SILÊNCIO

AMOR EXPLÍCITO

A CASA

AS ROSAS NÃO FALAM

ATIRASTE UMA PEDRA

AUTONOMIA

AVÔHAI

BAADER-MEINHOF BLUES

BAIÃO

QUEM  SABERIA PERDER

QUERIDA

RAIOS DE LUZ

REALCE

REBELDE SEM CAUSA

REFRÃO DE BOLERO

RELUZ

RETRATOS E CANÇÕES

ROBOCOP GAY

ROMANCE

SEGUINDO NO TREM AZUL

SEGREDO

SEDE DOS  MARUJOS

SE ME LEMBRO FAZ DOER

SANGRANDO

SAMPA

SABIÁ

SÁBADO

ROUXINOL

SÁBADO DE SOL

VOCÊ JÁ FOI À BAHIA

ZÉ NINGUÉM

 

 

GILBERTO GIL

AQUELE ABRAÇO

 

TOM: A

Intr.: (E7/9 A7/6)

 

E7/9 A7/6

Este samba vai para Dorival Caymmi

João Gilberto e Caetano Veloso

E7/9            A7/6                E7/9  A7/6

O Rio de Janeiro continua lindo

E7/9             A7/6               E7/9   A7/6

O Rio de Janeiro continua sendo

E7/9              A7/6                   C#m7

O Rio de Janeiro, fevereiro e março

                       F#7

Alô, Alô Realengo

               C#m7

Aquele abraço

                             F#7

Alô torcida do flamengo

               C#m7  B7

Aquele abraço

                      F#7

Alô, Alô Realengo

               C#m7   

Aquele abraço

                              F#7

Alô torcida do flamengo

               C#m7  B7

Aquele abraço

 (Olha o breque)

E7/9                  A7/6                       E7/9  A7/6  

Chacrinha continua    Balançando a pança

E7/9                A7/6                             E7/9  A7/6   

E buzinando a moça  E comandando a massa

E7/9           A7/6                           C#m7

E continua dando as ordens no terreiro

 

                            F#7                        C#m7  

Alô, Alô seu Chacrinha Velho Guerreiro

                       F#7                   C#m7

Alô, Alô Terezinha  Rio de Janeiro

                             F#7                 C#m7   

Alô, Alô seu Chacrinha Velho palhaço

                       F#7                  B7

Alô, Alô Terezinha Aquele abraço

         E7               A6                   E

Alô moçada da favela Aquele abraço

                               A6                  E

Todo mundo da Portela Aquele abraço

                              A6                E

Todo mês de fevereiro  Aquele passo

                            A6                   C#m7

Alô Banda de Ipanema Aquele abraço

                                 F#7                    C#m7  

Meu caminho pelo mundo Eu mesmo traço

                         F#7                      C#m7

A Bahia já me deu    Régua e compasso

                                      F#7                C#m7  

Quem sabe de mim sou eu     Aquele abraço

                                     F#7               E  

Pra você que me esqueceu  Aquele abraço

                       A6                    C#m7     

Alô Rio de Janeiro  Aquele abraço              

B7

      (olha o breque)

E7/9            A7/6                E7/9  A7/6

O Rio de Janeiro continua lindo

E7/9             A7/6               E7/9   A7/6

O Rio de Janeiro continua sendo

E7/9              A7/6                   C#m7

O Rio de Janeiro, fevereiro e março

                       F#7

Alô, Alô Realengo

 

               C#m7

Aquele abraço

                             F#7

Alô torcida do flamengo

               C#m7  B7

Aquele abraço

                 E

Aquele abraço

                             A6                   E

A todo povo brasileiro  Aquele abraço

                             A6                 E

Todo mês de fevereiro  Aquele passo

                        A6                   E

Alô moça da favela  aquele abraço

                                 A6             (E    A6)

Todo mundo da Portela e do salgueiro

E da mangueira E todo Rio de Janeiro

 E todo mês de fevereiro  E todo povo brasileiro

Alô minha nega Sandra

 

 

 

É O TCHAN

A DANÇA DO BUMBUM

De: Sinho Revolução / Gilmar do Samba

 

Tom: A

Intr.: A F#m Bm E7

 

Cheguei, estou no paraíso !

Que abundância meu irmão

Todo mundo mexendo

Vamo embora!

        F#m           Bm             E7

Conheci uma menina que veio

      A

do sul

         F#m      Bm

Pra dançar o tchan e a dança

E7         A

do chu chu

           F#m                    Bm

Deu em cima e deu embaixo

       E7             A

Na dança do chaco

F#m           Bm                   E7      A

E na garrafinha deu uma raladinha

F#m                Bm

Agora o Gerasamba mostra

E7      A

pra vocês

F#m                   Bm

A dança do bumbum que pegou

    E7      A

de uma vez

                             D

Bota a mão no joellho

 

                       C#m

Dá uma abaixadinha

                            Bm

Vai mexendo gostoso

         E7                 A

Balançando a bundinha

           F#m     Bm

Agora mexe, vai !

          E7          A

Mexe mexe mainha

          F#m                Bm

Agora mexe bem gostoso vai !

           E7           A

Mexe mexe loirinha

             F#m          Bm

- Agora mexe é aí mesmo

          E7            A

Mexe mexe neguinha

           F#m     Bm

Agora mexe

       E7                       A

Balançando a poupancinha

                              D

E mexe mexe pro lado

                              C#m

E mexe mexe pro outro

                            Bm

Vai mexendo embaixo

          E7             A

Vai mexendo gostoso

                            D

Mexe mexe pro lado

                               C# m

E mexe mexe pro outro

                             Bm

Vai mexendo embaixo

 

           E7            A      F#m

Vai mexendo gostoso

Bm             E7      A

Vai no sapatinho vai, oi !

          Bm              E7       A

Remexendo gostosinho, vai

                                F#m

- Vamo embora moçada !

Bm           E7      A

Vi no sapatinho vai !

        Bm              E7         A

Remexendo gostosinho, vai !

( Bm E7 A F#m )

- Ah,  que beleza,

  que maravilha -

- lsso é magnífico... mãe...

Repete do início

( A F#m Bm E7 )

-Na sacanagem...

Ei!  Mãe tá gostosinho ?

Então joga um pouquinho pra

direita, pra esquerda vá !

Empina mais um pouquinho vá !

Então...

                        D

Bota a mão no joelho

                     C# m

Dá uma abaixadinha

                         Bm

Vai mexendo gostoso

         E7                A

Balançando a bundinha

Estribilho

( A F#m Bm E7 )

É...e você meu compadre

Washington

Eu "gosto mutcho"

Então vamos todos nós na

dança da bundinha

Valeu!!!

 

 

A FORÇA DO AMOR 

De:  Cléberson Horsth / Ronaldo Bastos

Intérprete: Roupa Nova                               Tom: E

 

Introd.:  A  E  A  E

E                                                 B

Abriu minha visão o jeito que o amor

E                                                     B

Tocando o pé no chão alcança as estrelas

A                                         E

Tem poder de mover as montanhas

               B

Quando quer acontecer

                       E

Derruba as barreiras

A                                          E

Para o amor não existem fronteiras

           B  

Tem a presa quando quer

              A/B

Não tem hora de chegar

                   E         INTRODUÇÃO

E não vai embora

E    

Chamou minha atenção

                    B

A força do amor

E

Que é livre pra voar

                    B

Durar para sempre

A     

Quer voar

                          E

Navegar outros mares

           B

Dá um tempo sem se ver

                      E

Mas não se separa

         A

A saudade vem

                               E

Quando vê não tem volta

              B

Mesmo quando eu quis morrer

        A/B

De ciúme de você

                    E

Você me fez falta

B                                 A

Sei, não é questão de aceitar

B                                    C#m

Sim, não sou mais um a negar

                                   A

A gente não pode impedir

                                     F#

Se a vida cansou de ensinar

                                    B

Sei que o amor nos dá asa

                      E        INTRODUÇÃO  

Mas volta pra casa

E                                                B

Abriu minha visão o jeito que o amor

E                                                     B

Tocando o pé no chão alcança as estrelas

A                                         E                    B       

Tem poder de mover as montanhas  quando quer acontecer

                      E        A                                         E                 

Derruba as barreiras para o amor não existem fronteiras

            B                                        A/B

Tem a presa quando quer   Não tem hora de chegar

                   E          Solo

E não vai embora

B                                     A

Sei, não é questão de aceitar

B                                     C#m

Sim, não sou mais um a negar

                                    A                                         F#

A gente não pode impedir   Se a vida cansou de ensinar

                                    B                           E

Sei que o amor nos dá asa    Mas volta pra casa

B                                     A      B                                               C#m

Sei, não é questão de aceitar    Sim, não há nada que eu possa fazer

                                    A                                         F#

A gente não pode impedir   Se a vida cansou de ensinar

                                   B                             E   A

Sei que o amor nos dá asa    Mas volta pra casa

                      E

Mas volta pra casa..........

 

MARA

A GENTE SEMPRE VAI SE AMAR

De: Augusto César / Paulo Sérgio Valle

 

Tom: A

Intr.:  D E7 C#m F#m  Bm E7 A

 

         A

Toda vez que a gente d6 um

                      C#m

tempo pra pensar

Quando o tempo acaba

     F#m               Bm

A gente quer voltar

                                         E7

É inútil inventar uma ilusão

pro coração

            A

Muitas vezes é amor demais

                 C#m

Que faz brigar

                           F#m

É ciúme que nem dá

              Bm

pra disfarçar

Quando eu digo nunca mais

                E7

Você me diz que tanto faz

           D

Porque é que a gente insiste

E7                  C# m

tanto em se iludir

                                 F#m

Sem você não dá vontade

       Bm

de sair

                       E7

E você na solidão só pensa em

A                            A7

mim (só pensa em mim)

         D                        E7

Essas coisas de ficar falando

        C#m

por falar

São bobagens, mas que

 F#m             G7+

podem machucar

                            E7

Você vai ter que me escutar

       A             D7

Não faz assim

G

Quero ter voc0 a todo instante

      Em

Eu não te quero perto e tão distante

C

Mesmo quando a gente briga

               D7

Eu quero ter você aqui

G

Tô pedindo pra você agora

     Em

Parar com essa coisa de ir

embora

C                          D7

Sei que a gente sempre vai

        G   D7

se amar

G

Quero ter você a todo instante

       Em

Eu não te quero perto e tão distante

 

C

Mesmo quando a gente briga

                 D7

Eu quero ter você aqui

 G

Tô pedindo pra você agora

      Em

Parar com essa coisa de ir

embora

C                          D7

Sei que a gente sempre vai

      G     E7

se amar

Solo

             D

Por que é que a gente insiste

E7                  C#m

tanto em se iludir

                                    F#m

Sem você não dá vontade

      Bm

de sair

                    E7

E você na solidão só pensa em

A                           A7

mim (só pensa em mim)

         D                       E7

Essas coisas de ficar falando

        C#m

por falar

São bobagens, mas que

F#m               G7+

podem machucar

                           E7

Você vai ter que me escutar

                       A            D7

Não, não, não faz assim

G

Quero ter você a todo instante

       Em

Eu não te quero perto e tão distante

C

Mesmo quando a gente briga

               D7

Eu quero ter você aqui

G

Tô pedindo pra você agora

      Em

Parar com essa coisa de ir

embora

C                      D7

Sei que a gente sempre vai

      G    D7

se amar

G

Quero ter você a todo instante

        Em

Eu não te quero perto e tão distante

C

Mesmo quando a gente briga

               D7

Eu quero ter você aqui

              G

(você aqui)

G

Tô pedindo pra você agora

       Em

Parar com essa coisa de ir

embora

C                      D7

Sei que a gente sempre vai

         G   D7   G   Em   C   D7

se amar

Você aqui

G

Tô pedindo pra você agora

    Em

Parar com essa coisa de ir embora

C                      D7

Sei que a gente sempre vai

       G    D7

se amar

G

Quero ter você a todo instante

       Em

Eu não te quero perto e tão distante

C

Mesmo quando a gente briga

               D7

Eu quero ter você aqui...

 

 

CASSIANO

A LUA E EU

De: Cassiano / Paulinho Motoka

 

Tom:  F

Intr.: F C7 F

 

F          Bb                  Dm7

Mais um ano se passou

     Am7             Dm7            Gm7

E nem sequer ouvi falar seu nome

Bb       C9  

A lua e eu

F      Bb                   Dm7

Caminhando pela estrada

    Am7

Eu olho em volta

Dm7              Gm7

E s¢ vejo pegadas

          Bb

Mas não são as suas

F

Eu sei

Eu sei

Bb           Bbm6

O vento faz

          F           Dm7

Eu lembrar você

Bb            Bbm6

As folhas caem, mortas

Dm7

Como eu

F          Bb           Dm7

Quando olho no espelho

   Am7

Estou ficando

                 Gm7

Velho e acabado

     Bb                C7

Procuro encontrar

        Bb            C7      F       F

Não sei onde está  você, você.

 

 

A MENINA E O POETA 

De:  Wando

Intérprete: Roberto Carlos.                                Tom: E

 

Introd.:  E

E                 E7+                E7                       A

Virgem, menina morena      Nos cabelos uma trança

                             B7                                       E

No rosto um jeito criança      Na voz um canto mulher

                             E7+          E7                      A

Virgem, menina morena ,      Nos olhos toda a primavera

                                 B7                                          E   Am B7

No corpo uma longa espera       Coração banhando em fé

E                          E7+         E7                    A

A tarde corre pra noite         A lua desperta sorrindo             

                     B7                                            E

A menina na janela             Botão em flor se abrindo

                               E7+           E7                         A      

Nasceu o primeiro desejo      Conhecer o primeiro amor

                            B7                 F#m7  B7    E

Na estória de um poeta         A menina acreditou

         E7                 Am               B7            E

Na estória de um poeta         A menina acreditou

            D/E             E            D/E          E

Mas o poeta foi um dia e até hoje não voltou

D/E                       E           D/E              E    

Ninguém sabe o caminho    Que o poeta levou

     Am          B7        E              Am          E

O vento que foi com ele      Um dia por lá voltou

      Am        B7        E            Am              E  Am  B7

Mas só que voltou sozinho     E a menina chorou

E         Am     B7    E                    Am   B7   E

Na estória de um poeta         A menina acreditou

     Am        B7     E      

E dos olhos da menina   

    Am     B7     E      ( BIS )

Uma lágrima rolou  

 

 

 

 

 

 

 

A NAMORADA

(Carlinhos Brown)

Introd.  (Solo de Guitarra 2 x       Solo de Sopros 4 x)

                                Fm       Bbm

EI BICHO O BROTO DO SEU LADO

                                                                                                    Fm

JÁ TEVE UM NAMORADO E TEME UM COMPROMISSO

                                       Bbm        

GAVIÃO HÁ SEMPRE UM DO SEU LADO

                                                                                                     Fm

SE DIZ GATO MALHADO MAS NÃO É NADA DISSO

                                          Db                             Fm

A NAMORADA TEM NAMORADA ETÁ 

                                           Db                                Fm

A NAMORADA TEM NAMORADA

                                 Fm         Bbm

***TEM IRMÃO GRUDADO EM SUA COLA

                                                                                                          Fm

NA PORTA DA ESCOLA MAS NÃO TEM CHANCE NÃO

                                             Bbm

PAI JUIZ A LEVA PRO CINEMA

                                                                                                              Fm

COM MAIS DE MIL MORENAS  O QUE MAIS SEMPRE QUIS

                                          Db                               Fm

A NAMORADA TEM NAMORADA ETÁ

                                            Db                                  Fm

A NAMORADA TEM NAMORADA

Db                                    Fm

IÊ IÊ IÊ IÊ IÊ IÊ IÊ IÊ . . . Ê  ( 4 X )  2 TEMPOS

Fm                                         Fm

Ê  AIA Ê   AIAÊ  AIAÊ       ÊA AIAÊA   AIAÊA

 

(SOLO)             +              **********

                           Fm                                                               Fm

TEM IRMÃO . . . . . . .O MAIS SEMPRE QUIS

                                     Db                                   Fm                                     

A NAMORADA TEM NAMORADA  ( 1 X )

 

SOLO (Fm Eb Bbm Fm)2X  (FINAL) A NAMORADA TEM NAMORADA ETÁ

 

A NAMORADA TEM NAMORADA ( 2 X )     A NAMORADA . . .

 

 

 

 

A PELEJA DO DIABO COM O DONO DO CÉU

 

De: Zé Ramalho

Intérprete: Zé Ramalho       Tom:  G

 

Introdução:   (G   Am   Bm)

 

                      Am                       Bm                     

Com tanto dinheiro girando no mundo

                             Am                                 G    Am   Bm 

Quem tem pede muito quem não tem pede mais

                  Am                 G

Cobiçam a terra e toda a riqueza

                        Am                 Bm  Am  Em

Do reino dos homens e dos animais

               D7                        Am   C   G

Cobiçam até a planície dos sonhos

              Am                   Bm   Am  Em 

Lugares eternos para descansar

                  D7                         Am  C  G

A terra do verde que foi prometido

                  Am                    Bm   Am  Em 

Até que se canse de tanto esperar

                               D/F#                   Em   C

Que eu não vim de longe para me enganar

                               D/F#                    Em/B

Que eu não vim de longe para me enganar

                               D/F#                     G    INTRODUÇÃO

Que eu não vim de longe para me enganar

                     Am                           Bm

O Tempo do homem, a mulher, o filho

               Am                     G   Am  Bm 

O gado novilho curra no curral

                         Am                   G

Vaqueiros que tangem a humanidade

                Am                        Bm  Am  Em 

Em cada cidade e em cada capital

                D7                      Am    C  G

Em cada pessoa de procedimento

                  Am                       Bm  Am  Em

Em cada lamento palavras de sal

                  D7                       Am  C  G

A nau que flutua no leito do rio

                 Am                     Bm   Am  C

Conduz a velhice conduz à moral

                     D/F#                    Em  C

Assim como Deus parabéns o mal

                     D/F#                     Em/B  C

Assim como Deus parabéns o mal

                     D/F#                     G      INTRODUÇÃO

Assim como Deus parabéns o mal

                     Am                   Bm

Já que tudo depende da boa vontade

            Am                          G   Am  Bm

É de caridade que eu quero falar

               Am                    G

Daquela esmola da cuia tremendo

                              Am                   Bm   Am  Em

Ou me mato ou me rendo é a lei natural

                       D7                      Am  C  G

Num muro de cal espirrado de sangue

                     Am                       Bm  Am   Em

De lama de mangue de rouge e batom

                     D7                           Am  C  G

O tom da conversa que ouço me criva

                 Am                   Bm  Am  Em

De setas e facas e favos de mel

                      D/F#                           Em  C

É a peleja do Diabo com o Dono do Céu

                      D/F#                            Em/B

É a peleja do Diabo com o Dono do Céu

                      D/F#                           G        INTRODUÇÃO

É a peleja do Diabo com o Dono do Céu

 

 

A REVOLTA DOS DÂNDIS I

De:  Humberto Gessinger

Intérprete:  Engenheiros do Hawai        Tom:   E

 

Introdução:         E   B   A   E

 

 

Entre um rosto e um retrato

O real e o abstrato

Entre a loucura e a lucidez

Entre o uniforme e a nudez

Entre o fim do mundo e o fim do mês

Entre a verdade e o rock inglês

Entre os outros e vocês

Eu me sinto um estrangeiro

Passageiro de algum trem

 

Que não passa por aqui

 

Que não passa de ilusão

 

Eu me sinto um estrangeiro

Passageiro de algum trem

 

Que não passa por aqui

 

Que não passa de ilusão

 

Entre mortos e feridos

Entre gritos e gemidos

A mentira e a verdade

A solidão a cidade

Entre um copo e outro da mesma bebida

Entre tantos corpos com a mesma ferida

Eu me sinto estrangeiro

Passageiro de algum trem

 

Que não passa por aqui

 

Que não passa de ilusão

 

Eu me sinto estrangeiro

Passageiro de algum trem

 

Que não passa por aqui

 

Que não passa de ilusão

 

Entre americanos e soviéticos

Gregos e troianos

Entra ano e sai ano

Sempre os mesmos planos

Entre minha boca e a tua

Há tanto tempo, há tantos planos

Mas eu nunca sei pra onde vamos

Eu me sinto estrangeiro

Passageiro de algum trem

 

Que não passa por aqui

 

Que não passa de ilusão

 

Eu me sinto estrangeiro

Passageiro de algum trem

 

Que não passa por aqui

 

Que não passa de ilusão

 

 

A SOMBRA DA MALDADE

 

Intérprete:  Cidade Negra        Tom:   F#m

 

Introdução:         (F#m   Bm   C#m)

 

F#m                                            Bm

Eu sei que ela nunca mais apareceu

                                     C#m          F#m

Na minha vida minha mente novamente

                                                         Bm

Eu sei que o que ficou não desapareceu

                                  C#m             F#m

A minha vida muda sempre lentamente

                                                  Bm

Como a lua que dá voltas pelo céu

                                 C#m                 F#m

E mexe tanto por presente quanto ausente

                                                               Bm

Eu sei (eu sei) eu sei (eu sei) eu sei  eu sei

                                           C#m                  F#m

Não sou vidente mas sei o rumo do seu coração

C#m                     Bm                                  C#m

Permita que o amor invada sua casa coração

               Bm                                   C#m

Que o amor invada sua casa coração

               Bm

Que o amor

F#m                                          Bm

Saia, não vaia, não caia na navalha

                         C#m               F#m

Que corta tua carne sangra tudo

                                             Bm    C#m

O que você precisa descobrir

 

Repete desde o início

 

REFRÃO

(F#m   Bm   C#m)

Please don’t stop go...

 

 

 

A TERCEIRA LÂMINA

 

De: Zé Ramalho

Intérprete: Zé Ramalho       Tom:  Bm

 

Introdução:   Bm   C#m5-/7   D7+   Em   Bm   F#7   Bm

 

                        
                      C#m5-/7

É aquela que fere

                             D7+

Que virá mais tranquila

                         Em

Com a fome do povo

                            Bm

Com pedaços da vida

                      A

Com a dura semente

                             Abo                   F#7

Que se prende no fogo de toda multidão

                                                      Bm

Acho bem mais do que pedras na mão

                            C#m7/5-

Dos que vivem calados

                          D7+

Pendurados no tempo

                             Em

Esquecendo os momentos

                         Bm

Na fundura do poço

                          F#7

Na garganta do fosso

                              Bm  ( C#m5-/7  D7+  Em  Bm  F#7  Bm )

Na voz de um cantador

                          C#m5-/7

E virá como a guerra

                        D7+

A terceira mensagem

                            Em

Na cabeça do homem

                    Bm

Aflição e coragem

                     A

Afastado da terra

                      Abo                          F#7

Ela pensa na fera que começa a devorar

                                         Bm

Acho que os anos irão se passar

                      C#m5-/7

Com aquela certeza

                           D7+

Que teremos no olho

                        Em

Novamente a idéia

                         Bm

De sairmos do poço

                          F#7

Da garganta do fosso

                              Bm            INTRODUÇÃO

Na voz de um cantador

 

 

BANDA BEIJO

A VIDA É FESTA

De: Dito

 

Tom: Em

lntr.: Am D Em Am D Em Am D Em D C B

 

  Em                  D

Amor, quero sentir o teu pedume

   C                     B

Amor, quero curtir felicidade

  Em                   D

Amor, quero sentir se tem ciúme

  C                    B

Amor, quero viver na amizade

Am                       Em

A vida é festa é alegria

 C

Deixa a tristeza de lado e

                   B

vem me abraçar

Am                   Em

O que nos resta é fantasia

C

Temos sossego, chamego,

                B

delicia e luar

                Em

Kê kê kê é estrela do amor

    D

Eh! Ah! Vem me iluminar

     C

A felicidade da gente é uma

    B

semente

Plantada no olhar

         C

Kê kê kê é estrela do amor

        Bm

Eh! Ah! É o sol de verão

Am

É o som de mil tambores

               B

batendo gostoso

No seu coração...

 

 

A VIDA INTEIRA                    

De:   Luis Carlos

Intérprete: Banda Raça Negra                     Tom:  A

 

Introd.:     A     E7   D   A  E7  

A                              

QUERO TE NAMORAR                

                            E                                 

QUERO FICAR PERTO DO SEU CORAÇÃO

                            D     E

QUERO TER VOCÊ         

                   A          E  

A VIDA INTEIRA

A

QUANDO A GENTE SE BEIJAR  

                              E                   

NO BANCO DA PRAÇA OU NA AREIA DO MAR

                                  D       E                        A        E              

VAI SER PRA VALER             A VIDA INTEIRA

 

 

A

OLHA BEM PRA MIM 

                                E

E DIZ QUE NÃO VAI ME ABANDONAR

                          D

E SE ALGUM DIA EU CHORAR  

                               A                     E

VAI SER DE PRAZER DE PAIXÃO

A                 

OH, MEU BEM QUERER 

                            E

EU SEMPRE SOFRI DE SOLIDÃO

                         D

PRECISO SENTIR O SEU CALOR 

                          A                   E         A

SÓ QUERO VOCÊ MEU AMOR

 

 

INTRODUÇÃO  -  VOLTA AO INÍCIO                                  

 

 

ADMIRÁVEL GADO NOVO

 

De: Zé Ramalho

Intérprete: Zé Ramalho       Tom:  F

 

Introdução:   (F   F5+   F6   F5+)   6 vezes

 

F                          F5+             F6  F5+

Vocês que fazem parte dessa massa

F                           F5+        F6   F5+

Que passa nos projetos do futuro

    F      F5+            F6  F5+

É duro ter que caminhar

    F              F5+                 F6  F5+

E dar muito mais do que receber

   Gm                  A7               Dm7   Dm7/C

E ter que demonstrar sua coragem

      Gm                 A7           Dm7   Dm7/C

A margem do que possa parecer

    Gm                A7             Dm7   Dm7/C

E ver que toda essa engrenagem

    Gm             A7            Dm7  C7

Já sente a ferrugem lhe comer

F  Bb                F    Bb                F  Bb            F

Eh ô ô vida de gado, povo marcado, eh, povo feliz           2 vezes

 

INTRODUÇÃO

F                       F5+             F6   F5+

Lá fora faz um tempo confortável

    F                F5+             F6   F5+

A vigilância cuida do normal

      F                   F5+            F6  F5+

Os automóveis ouvem a notícia

        F                 F5+             F6   F5+

Os homens a publicam no jornal

    Gm          A7                  Dm7  Dm7/C           

E correm através da madrugada

     Gm        A7            Dm7   Dm7/C

A única velhice que chegou

      Gm              A7              Dm7  Dm7/C

Demoram-se na beira da estrada

     Gm             A7              Dm7   C7

E passam a contar o que sobrou

F  Bb                 F  Bb              F    Bb             F   Bb

Eh ô ô vida de gado, povo marcado, eh, povo feliz           2 vezes

 

INTRODUÇÃO

F                  F5+       F6   F5+

O povo foge da ignorância

    F               F5+             F6  F5+    

Apesar de viver tão perto dela

     F                        F5+                F6  F5+

E sonham com melhores tempos idos

      F                    F5+            F6  F5+

Contemplam essa vida numa cela

     Gm             A7          Dm7   Dm7/C

Esperam nova possibilidade

      Gm            A7                Dm7   Dm7/C

De verem esse mundo se acabar

    Gm      A7            Dm7    Dm7/C

A arca de Noé o dirigível

        Gm               A7         Dm7/C  ( C7 )

Não voam nem se pode flutuar                  3 vezes

F  Bb                 F  Bb            F    Bb               F   Bb

Eh ô ô vida de gado, povo marcado, eh, povo feliz            4 vezes

 

 

ADOCICA

 

De: Beto Barbosa

Intérprete: Beto Barbosa       Tom:  G

 

Introdução:   G   D7   G

 

        Am              D           G

Adocica, meu amor, adocica,

         Am             D                   G                         BIS

Adocica, meu amor, a minha vida, oi...

G                Am

Tá que tá ficando

                D        G

Ficando muito legal

                          Am

Nosso amor é veneno                                              BIS

                  D              G

Veneno do bem e do mal

       Am              D           G

Adocica, meu amor, adocica,

         Am             D                   G                         BIS

Adocica, meu amor, a minha vida, oi...

                        Am

Lua Luanda encanta

                    D                G

Os meus caminhos sem fim

                               Am

Quero ter você pra sempre

                   D            G

Sempre pertinho de mim, oi...

            Am                   D      

Bate feliz o meu coração

                G                                                              BIS

Quando vê você

        Am              D           G

Adocica, meu amor, adocica,

         Am             D                   G                         BIS

Adocica, meu amor, a minha vida, oi...

                          Am

Morena coce gostoso

            D              G

Magia do meu prazer

                               Am

Me faz de gato e sapato

                  D                G

Me dá, me dá mais prazer

      Am              D           G

Adocica, meu amor, adocica,

         Am             D                   G                         BIS

Adocica, meu amor, a minha vida, oi...

       Am              D           G

Adocica, meu amor, adocica,

         Am             D                   G                         BIS

Adocica, meu amor, a minha vida, oi...

 

 

FAFA DE BELÉM

ÁGUAS PASSADAS

De: Paulo Debétio /

, Paulinho Rezende

 

Tom D

Intr.: G D Em G A7 D

 

D

Eu sempre disse a mim mesma

                         B7

Que águas passadas não

                    Em

 movem moinhos

A7

Mas a saudade é um rio

                     G

Que vive passando pelo meu

        D

caminho . .

Quanto mais digo que odeio

                        B7

Mais eu te rodeio com meu

             Em

pensamento

G

Não adianta tentar te lembrar '

               D

de outro jeito

Se o meu coração ama até seus

     E7

defeitos

                                A7

Não quer que eu esqueça

                    D

jamais de você

 

A7

E assim eu vou brigando com

                     G

meu próprio ego

Quanto mais eu nego mais você

      D

 me tem

A7

Tento imaginar meu corpo em

              G

outros abraços

Mas em seu lugar eu não vejo

      D

ninguém

F#7

E me pego aqui sozinha

                        Bm

relembrando coisas

Que eram de nós dois

G                             A7

Choro quando a saudade dói em

           D

mim depois

          A7                      F# 7

Meu amor, sinto a sua falta

                  Bm

 a cada momento

         F#m

Meu amor,você não me sai

daqui do

           Bm

Pensamento

         Em                   A7

Meu amor, volta inesperado,

como alega

     D

O vento

         A7                         F#7

Meu amor, sinto a sua falta

                  Bm

 a cada momento

           F#m

Meu amor, vocˆ nÆo me sai

daqui do

         Bm

Pensamento

              Em                A7

Meu amor, volta inesperado,

Como chega

            D   Intr.

O vento

D

Todas as dores do mundo

                          B7

NÆo ferem tÆo fundo

                          Em

Quanto a sua ausˆncia

A7

Que me retalha, me cata

                           G

Quase fecha a porta da minha

       D

existˆncia

Vejo teu rosto nas tuas

                        B7

E em todas as luas peço

          Em

a sua volta

G 

Não adianta lutar contra

              D

essa lembrança

Se eu sei que o meu coração .

 

        E7

Não descansa

                    A7                       D

E sofre de tanto viver por você

A7

E assim eu vou brigando com

                     G

meu próprio ego

Quanto mais eu nego mais você

        D

me tem

A7

Tento imaginar meu corpo em

              G

oubos braços

Mas em seu lugar eu não vejo

        D

ninguém

F#7

E me pego aqui sozinho

                       Bm

relembrando coisas

Se eram de nós dois . .

G                           A7

Choro quando a saudade dói em

            D

mim depois

         A7                         F#7

Meu amor, sinto a tua falta

                 Bm

a cada momento

          F# m

Meu amor, você não me sai

daqui do

            Bm

Pensamento

        

       Em                     A7

Meu amor, volta inesperado,

como chega

       D

O vento

           A7                         F#7

Meu amor, sinto a sua falta

                  Bm

a cada momento

         F# m

Meu amor, você não me sai

daqui do

         Bm

Pensamento

          Em                   A7

Meu amor, volta inesperado,

como chega

      D

O vento

         Em                       A7

Meu amor, volta inesperado,

como chega

      D

O vento

          Em                    A7

Meu amor, volta inesperada,

corno chega

      D

O vento

 

 

 

 

AGUENTA CORAÇÃO

 

De: Prêntice/ Ed Wilson/ Paulo Sérgio Valle

Intérprete: José Augusto    Tom:  D

 

Introdução:   D

 

D            F#m

Coração, diz  pra mim

           Em

Porque é que eu fico

                      A

Sempre deste jeito

D                    F#m

Coração, Não faz assim

             Em

Você se apaixona

                             A

E a dor é no meu peito

       Bm                          Em

Pra que você foi se entregar

               A

Se na verdade

                                     F#m

Eu só queria uma aventura

       Bm                                 E

Por que você não para de sonhar?

                Em              A

Era um desejo e nada mais

Am                              D

E agora o que é que eu faço

               Em             Em5+

Pra esquecer tanta doçura

       Em7                     Em6

Isso ainda vai virar loucura

           A7

Não é justo entrar na minha vida

            C

Não é certo não deixar saída

           A

Não é não

               D

Agora aguenta coração

                     Bm

Já que inventou essa paixão

              Em

Eu te falei que eu tinha medo

                 A

Amar não é nenhum brinquedo

              D

Agora aguenta coração

                Bm

Você não tem mais salvação

              Em

Você apronta

         A7                          D

E esquece que você sou eu

 

 

AINDA É CEDO

 

De:  Renato Russo

Intérprete:  Legião Urbana        Tom:   Dm

 

Introdução:         Dm   C   Am

 

                                  Dm   C

Uma menina me ensinou

                                Am

Quase tudo que eu sei

                             Dm   C

Era quase escravidão

                                                Am

Mas ela me tratava como um rei

                           Dm    C

Ela fazia muitos planos

                                 Am

E eu só queria estar ali

                           Dm   C

Sempre ao lado dela

                               Am

Eu não tinha aonde ir

                                  Dm   C

Mas, egoísta que eu sou

                              Am

Me esqueci de ajudar

                                      Dm   C

A ela como ela me ajudou

                                 Am

Eu não quis me separar

                                 Dm   C

Ela também tava perdida

                                                       Am

E por isso se agarrava a mim também

                              Dm   C

Eu me agarrava a ela

                                            Am

Porque não tinha mais ninguém

                                   Dm             C                 Am

E eu dizia:  ainda é cedo, cedo, cedo, cedo, cedo           (3 vezes)

                           Dm   C

Sei que ela terminou

                                Am

O que eu nem comecei

                             Dm   C

E o que ela descobriu

                                      Am

Eu aprendi também eu sei

                                  Dm    C

Ela falou:  você tem medo! 

                                                   Am

Aí eu disse quem tem medo é você

                                   Dm   C

Falamos o que não devia

                                     Am

Nunca ser dito por ninguém

                                 Dm   C

Ela me disse eu não sei

                                           Am

Mais o que eu sinto por você

                         Dm    C

Vamos dar um tempo

                              Am

Um dia a gente se vê

                                   Dm              C                Am

Aí eu disse:  ainda é cedo, cedo, cedo, cedo, cedo           (3 vezes)

 

 

MARIA BETÂNIA

ÁLIBI

De: Djavan

 

Tom: Em

Intr.: Em7 +/9 G/A A7/9 Em7/9 G/A  C7/13  C5 +/7

 

F7+/9    B7/13  B5+/7

Havia mais que um

        Em7+/9  A7/9/11+

desejo

G7/13    F#m5-/7

A força do beijo

       B7/9-

Por mais que vadia

Em7+/9         C7/13   C5+/7

Não sacia mais

F7+/9       B7/13     B5+/7

Meus olhos lacrimejam seu

Em7+/9   A7/9/11+

Corpo

    G7/13          F#m5-/7  B7

Exposto à mentira do calor da ira

       Am7

Do afã de um desejo que não

C7/9    B7/9+

contraíra

      Em7+/9  C7

No amor, a tortura está por

     Em7+/9

um triz

   Bm5-/7               E7/9-

Mas a gente atura e até se

mostra feliz

 

Am7         D7/9     G7+

Quando se tem o álibi

     Am7           Bm7

De ter nascido ávido

      E5+/7     F#m5-/7

E convivido inválido

B7/9-       Em7+/9     C7/13

Mesmo sem ter havido

 

 

AMANHÃ TALVEZ 

De:  Michael Sullivan / Paulo Massadas

Intérprete: Joana                                    Tom: D

 

Introd.:  D  Am7  D  Am7

D                      Am7                           D

Faz, que desse jeito      Só você sabe fazer

                    Am7                          Gm7

Olhos nos olhos    Tanta vida pra viver

                    C7                            D

Charminho doce   Pedacinho de você

                    Am7                               D

Diz a frase certa    Só você sabe me abrir

            Am7                              Gm7

É só assim que eu consigo descobrir

                   C7                                 D

Como é gostoso me entregar e  te sentir

Em7                 Bm7                                Em7

É , quando se ama   A gente finge que não vê

                       Bm7                   Bm/A        G

Que o tempo passa E mais um pouco de você

               Em7                   A7

Melhor assim    Bom pra você

                      D  Do            Em7            

Melhor pra mim          E amanhã quem sabe

    A7               D

A gente outra vez 

        F#m7        G       A7             D

Só mais uma vez     Amanhã talvez

        F#m7        G        A7                       D               BIS

Só mais uma vez   O amor que a gente fez

 

INTRODUÇÃO  E SOLO

Em7              Bm7                               Em7

É quando se ama a gente finge que não vê

                         Bm7                Bm/A          G       

Que o tempo passa   E mais um pouco de você

                Em7                   A

Melhor assim      Bom pra você

                   D   Do         Em7                  A7             D

Melhor pra mim   e  amanhã quem sabe  a gente outra vez

 

REFRÃO

 

 

AMAR É BOM

 

De: Zé Roberto/ Adalto Magalha/ Adilson Bispo

Intérprete: Fundo de Quintal Tom:  D

Introdução:         E7   Gm   D7+   A7

 

D7+

Você zombou de mim

Me tratou com desdém

                               A7

E também fez meu pranto rolar

Me feriu por querer

                            D/C

Por prazer tentou me destruir

Me iludiu, magoou

                                   G

Tanto mal fez ao meu coração

Gm

Mas deixa estar

                                                      D                C7

O castigo que vinha a galope chegou de avião

B7                                               E7

Hoje vive sofrendo, dizendo que é infeliz

A7                                        D7

Reconhece enfim sua ingratidão

G                      Gm

Mas deixa estar

                                                     D                 C7

O castigo que vinha a galope chegou de avião

B7                                              E7

Hoje vive sofrendo, dizendo que é infeliz

A7                                      D     A7

Reconhece enfim sua ingratidão

    Dm

A vida é mesmo assim

           A7

Quem rir também pode chorar

     D/C

Jamais se decreta o fim

             Gm

Se um grande amor perdurar

      C7

Enquanto esperança existir

        F                               F7

Lembrança saudade no olhar

Bb   A7   D   D7

Vou perdoar

    G             Gm   D           B7

Amar é bom   me faz renascer

       E7                         A7

Gostoso é poder desfrutar

                            Am

Desse imenso prazer

     G          Gm     D           B7

Amar é bom   me faz renascer

       E7                         A7

Gostoso é poder desfrutar

                             D

Desse imenso prazer

 

REPETE TUDO

 

 

ROUPA NOVA

AMO EM SILÊNCIO

De: Crewe / B. Gaudio

 

Tom: C

Intr.: C G7 C G7

 

C              F                  C

Guardo no peito esse amor  por você

           C                     G7      C     G7

E a canção que eu quero cantar

C            Dm       C/E        F

É um poema deixado no ar

         C                 G7         C

São palavras querendo viver

               Em     Dm         G7    C

Amo em silêncio no meu coração

                  Em      Am

Amo em silêncio, amo

Dm         G7        C

Guardo essa paixão

                      F                 C          F

Sou como a estrela que o dia não vê

          C        G7           C      G7

Que espera a noite chegar

C              Dm        C/E            F

Hoje meu mundo é só eu e você

             C                    G7              C

E é nos sonhos que eu vou te encontrar

                  Em

Amo em silêncio

Dm         G7    C

No meu coração

               Em       Am

Amo em silêncio, amo

Dm         G7       C     G7  C  Ab7

Guardo essa paixão

 

Db          Ebm           Db/F

Meu coração não quer mais

          Gb

se guardar

        Db     Ab7            Db   Ab7

Bate forte e quer ter você

Db            Ebm           Db/F      Gb

Sou como o sol que precisa nascei

            Db          Ab7             Db

E nas sombras não pode brilhar

                      Fm

Amo  em   silêncio

Ebm     Ab7      Db

No meu cora. . .ção

                 Fm     Bbm

Amo em silêncio, amo

Ebm      Ab7     Db

Guardo essa paixão

Ebm     Ab7      Db

Guardo essa paixão

Ebm     Ab7      Db

No meu cora. . .ção

 

 

AMOR EXPLÍCITO 

De:  Nico Rezende / Paulinho Lima

Intérprete: Simone                      Tom: G

 

Introd.:  Em  D  C7+  Am7  G/B  C7+  C/D  G

Em                         G/A                 A7

Cada vez mais acredito no nosso amor

G                 Am7             G/B

um amor explícito sem pudor

C7+             Bm7        D/E           E7

Parecemos dois, mas vistos a olho nu 

                     Am7   G/B     C7+  C/D  G

Nós muitas vezes     somos um

Em                      G/A                         A7

Acreditei    meu amor, só quem ama é rei

G           Am7                     G/B

Como você se encaixa em mim

C7+            Bm7       D/E                  E7

Eu sinto firmeza quebrando qualquer tabu

                  Am7    G/B     C7+   C/D   g

O nosso amor não vai ser blue

                         Em        C7+                    G/A  A/B 

Eu vou sempre te curtir   repetindo “I love you”

Em                                      C7+

Com você, por que não ser clichê

                Am7   G/B     C7+  C/D  G 

Se tantas vezes   somos um

Em                       G/A              A7

Acreditei    meu amor, só ama é rei

G           Am7                    G/B

Como você se encaixa em mim

C7+           Bm7        D/E                  E7

Eu sinto firmeza quebrando qualquer tabu

                 Am7        G/B      C7+   C/D   G

O nosso amor    não vai   ser blue

                      Em        C7+                    G/A    A/B

Eu vou sempre te curtir repetindo “I love you”

Em                                     C7+                Am7    G/B   C7+  C/D  G

com você por que não ser clichê se tantas vezes   somos um

C7+            Bm7    D/E                   E7                    Am7     G/B    C7+  C/D  G

Eu sinto firmeza quebrando qualquer tabu   o nosso amor não vai ser blue

                      Em          C7+                   G/A   A/B 

Eu vou sempre te curtir  repetindo “I love you”

Em                                       C7+               Am7    G/B  C7+  C/D  G

Com você, por que não ser clichê se tantas vezes somos um

                  Am7   G/B  C7+  C/D  G

Nós tantas vezes fomos um

                  Am7    G/B  C7+   C/D  G

Nós tantas vezes somos um

 

 

BOCA LIVRE

A CASA

De: Vinicius de Moraes

Tom: E

Intr.: A  E  B7  E

 

                E                A         E

Era uma casa muito engraçada

                   B7                 E

Não tinha teto, não tinha nada

                E                  A       E

Ninguém podia entrar nela não

                  B7                    E

Porque na casa não tinha chão

     E7     A                          E

Ninguém podia dormir na rede

                 F#m         B7        E

Porque na casa não tinha parede

      E7       A                    E

Ninguém podia fazer pipi

             F#m          B7     E

Porque pinico não tinha ali

               E            A         E

Mas era feita com muito esmero

                   B7                        E

Na rua dos bobos, número zero

             E               A             E

Mas era feita com muito esmero

                     B7                       E

Na rua dos bobos, número zero

 

 

AS ROSAS NÃO FALAM 

De:  Cartola

Intérprete: Fagner                                Tom: Em

 

Introd.:  ( Em  Em/D  F#  Am  B7  Em )

Em

Bate outra vez,

Em/D                    F#

Com esperança no meu coração

                  Am                     B7

Pois já vai terminando o verão

      Em

Enfim.

                          Em/D

Volto ao jardim

                          F#

Na certeza que devo chorar

                                          Am         B7

Pois bem sei que não queres voltar

             Em  E7

Para mim

Am  

Queixo-me às rosas

                     Am/F#        Em                Em/D

Mas que bobagem, as rosas não falam

                                F#

Simplesmente as rosas exalam

                            Am               B7

O perfume que roubam de ti, ai

Em            Em/D

Devias vir

                               F#

Para ver os meus olhos tristonhos

                             Am                                B7

E quem sabe sonhar com os meus sonhos

            Em   Am  B7  Em

Por fim...

 

 

ATIRASTE UMA PEDRA 

De:  Herivelto Martins / David Nasser

Intérprete: Maria Bethânia                               Tom: Em

 

Introd.:  Em

                  Am7                   B7                          Em    Em7/9              

Atiraste uma pedra no peito de quem só te fez tanto bem

                         Am7                        B7                       Em

E quebraste um telhado, perdeste um abrigo, feriste um amigo.

                    Bm7/5-            E7              Am7

Conseguiste magoar quem das mágoas te livrou.

                  F#m7                                  B7/5+  B7                 Em  

Atiraste uma pedra com as mãos que essa   boca tantas vezes beijou.

                    F#7/13  F#7/5+           F#m7    B7/9-            Em        

Quebraste o telhado   que, nas noites de frio,    te servia de abrigo.

              Bm7/5-                            E7                                 Am7

Feriste o amigo que os teus erros não viu, e o teu pranto enxugou.

                    F#m7                   B7                            Em    G7/13  G7

Mas, acima de tudo, atiraste uma pedra, turvando essa água.

                           C7+                    B7/5+   B7             Em

Essa água que um dia, por estranha     ironia,   tua sede matou.

 

VOLTA AO INÍCIO

                  Am7                    B7                         Em7/9

Atiraste uma pedra no peito de quem só te fez tanto bem.

 

 

TITÃS

AUTONOMIA

De: Paula Miklos / Arnaldo

Antunes / Marcelo Framer

Disco: WEA

Tom: G

Intr.: G (A D C)

 

     (A D C)

O que eu queria, o que eu

sempre queria

Era conquistar a minha

autonomia

O que eu queria, o que eu

sempre quis

Era ser dono do meu nariz

(G C Bb)

Os pais são todos iguais

Prendem seus filhos na jaula

Os professores com seus l pis

cores

Te prendem na sala de aula

     (A D C)

O que eu queria, o que eu

sempre queria

Era conquistar a minha

autonomia

O que eu queria, o que eu

sempre quis

Era ser dono do meu nariz

(G C Bb)

Ia pra rua, mamãe atrás s

Ela não me deixava em paz

Não aguentava o grupo escolar

Nem a prisão domiciliar

     (A D C)

O que eu queria, o que eu

sempre queria

Era conquistar a minha

autonomia

O que eu queria, o que eu

sempre quis

Era ser dono do meu nariz

           Bb

Mas o tempo foi passando

     (A D C)

então eu ca¡ numa outra

armadilha

Me tornei prisioneiro da minha

própria família

Arranjei um emprego de

professor

F

Vejo os meus filhos, Não sei

                          (A D C)

mais onde estou

        (A D C)

O que eu queria, o que eu

sempre queria

Era conquistar a minha

autonomia

O que eu queria, o que eu

sempre quis

Era ser dono do meu nariz

(G C Bb)

Os pais São todos iguais

Prendem seus filhos na jaula

Os professores com seus l pis

cores

Te prendem na sala de aula

     (A D C)

O que eu queria, o que eu

sempre queria

Era conquistar a minha

autonomia

O que eu queria, o que eu

sempre quis

Era ser dono do meu nariz

  (G C Bb)

Ia pra rua, Mamãe atrás s

Ela não me deixava em paz

não aguentava o grupo escolar

Nem a prisão domiciliar

       (A D C)

O que eu queria, o que eu

sempre queria

Era conquistar a minha

autonomia

O que eu queria, o que eu

sempre quis

Era ser dono do meu nariz

             Bb

Mas o tempo foi  passando

(A D C)

então eu ca¡ numa outra

armadilha

Me tornei prisioneiro da minha

própria família

Arranjei um emprego de

professor

F

Vejo os meus filhos, não sei

                      (A D C)

mais onde estou

 

 

 

AVÔHAI

De: Zé Ramalho da Paraíba

Intérprete:  Zé Ramalho                          Tom: D

 

Introd.:  

    D

Um  velho cruza a soleira de botas longas  de barras  longas  de ouro

 

Com o brilho do seu colar

      Em  A                    Em          A                   D             

Na laje fria onde coroava sua camisa e o seu  aforge de caçador

  Em                             G      D

Ou o meu velho e invisível Avôhai

   Em                            G      D

O meu velho e indivisível Avôhai

                                Am                  G            Am          D     

Neblina turva e brilhante em meu  cérebro coágulos de sol a manita

           Am                G             Am                  D        

Matutina  que transparente cortina  ao meu redor

  Em                                  G                                     D

Se eu disser que é meio sabido você diz que é meio pior

  Em                      G                                   D

E pior do que  planeta; quando perde o girassol

  A                    G                 Bm                   A                                             G

É o terço de brilhante nos dedos de minha avó e nunca mais eu tive da porteira

                                           Bm                                 A   Em  G         D 

Nem também da  companheira  que nunca dormia    Uh! Uh!  Avôhai...

 Em   G         D  

Uh!  Uh! Avôhai,  

 

O brejo cruza a  poeira  de  fato existe um  tom mais  leve na  palidez desse  pessoal

  Em       A                     Em              A                           D                  

Pares de olhos tão   profundos que amargam  as  pessoas que  fitar 

Em                               G                            D     

Mas, que bebem sua vida  sua alma que altura que mandar

Em                G                                     D                                 Am             G

São os olhos são as asas cabelos de avôhai na  pedra de turmalina e  no terreiro

        Am              D                            Am              G             Am                D

da usina eu me criei voava de madrugada e na  cratera condenada eu me calei 

   Em                         G                        D

Se calei foi de  tristeza você cala por calar

  Em                 G                                          D

E calado vai ficando só fala quando eu mandar

  A                              G              Bm            A

Rebuscando a consciência  com medo de  viajar

                                           G

Até o meio da cabeça do cometa girando

                Bm                                  A

na carrapeta num jogo de improvisar

                                                              G                                    Bm

Entre cortando eu  sigo dentro a  linha reta  eu tenho a palavra certa

                                  A

pra  doutor não reclamar

  Em   G         D    Em  G          D

Uh!  Uh!  Avohâi Uh!  Uh!  Avohâi    

  Em   G         D    Em  G          D

Uh!  Uh!  Avohâi Uh!  Uh!  Avohâi

 

 

BAADER-MEINHOF BLUES

 

De:  Dado Villa Lobos/Russo/Marcelo Bonfá

Intérprete: Legião urbana      Tom:   E

Introdução:    F#m   D   E

 

F#m                     D

A violência é tão fascinante

 E

E nossas vidas são tão normais

F#m                    D

E você passa de noite e sempre vê

E

Apartamentos acesos

D#         B          C#m

Tudo parece ser tão real

            F#m            D             E

Mas você viu esse filme também

       F#m        D     E

Andando nas ruas

       F#m         D       E

Pensei que podia ouvir

        D#              B        C#m

Alguém me chamando

      F#m          D     E

Dizendo meu nome

B                           A

Já estou cheio de me sentir vazio

B                                      A

Meu corpo é quente e estou sentindo frio

B                                      A

Todo mundo sabe e ninguém quer mais saber

B                                              A          ( E )

Afinal, amar o próximo é tão demodê

               ( A   E )  F#m   D   E

Ô, ô, ô...

F#m      D      E

Essa justiça desafinada

F#m        D     E

É tão humana e tão errada

D#           B                C#m

Nós assistimos televisão também

          F#m        D    E

Qual  é a diferença?

F#m       D    E

Não estatize meus sentimentos

F#m          D

Pra seu governo,

E                   D#             B     C#m

O meu estado é independente

F#m   D   E

Ô, ô, ô...

B                          A

Já estou cheio de me sentir vazio

B                                     A

Meu corpo é quente e estou sentindo frio

B                                     A

Todo mundo sabe e ninguém quer mais saber

       B                                       A          E   ( A   E )

Afinal, amar o próximo é tão demodê

 

Ô, ô, ô...

 

 

BAIÃO

 

De: Luiz Gonzaga/ Humberto Teixeira

Intérprete: Quatro Ases e Um Coringa       Tom:  E

 

Introdução:   E

 

E7

Eu vou mostrar pra vocês

 

Como se dança um baião

 

E quem quiser aprender

                             A7

É favor prestar atenção

 

Morena, chegue pra cá                    ESTRIBILHO

 

Bem junto ao meu coração

                              E7

Agora é só me seguir

                          B7         E7

Pois eu vou dançar o baião

                             A7

Eu já dancei balanceio, chamego, samba e xerém

 

Mas o baião tem um quê

                            E7

Que as outras danças não tem

 

Pois quem quiser é só dizer

                           B7

Pois eu com satisfação

                                         E7

Vou dançar cantando o baião

 

Mas que baião, baião                                BIS

 

ESTRIBILHO

                             A7

Eu já dancei no Pará

 

Toquei sanfona em Belém

 

Cantei lá no Ceará

                              E7

E sei o que me convém

 

Por isso eu quero afirmá

                           B7

Com toda convicção

                                   E7

Que sou louco pelo baião

 

ESTRIBILHO

 

 

QUEM  SABERIA PERDER

De: Sá e Guarabira

Intérprete: Ivan Lins              Tom:   G

 

Introd.:  D7

G                             Cm7+

Desde pequeno eu estou  por aqui

G                              Ebo                C            Cm       G              

Na mesma vida que sempre aprendi bicho de rio e de mato

C            Cm        Bm7

Peixe  criado em lagoa

C                         Am                      C/D

Voa tristeza, voa vento, voa tempo , voa

G                       Cm7+

O cavaleiro na estrada sem fim

G                             Ebo      

O contador de uma história de mim

C          Cm              G

Vivo do que faz meu braço

C                 Cm           Bm7  

Meu  braço faz o que a terra manda

C                          Am                     C/D

Voa tristeza, voa vento, voa tempo , voa

G                                  C                             G

Mas qual de nós não carrega no peito um segredo

                      D

De amor escondido

  G                      C                          G                          C/D        Em   C/D

Diga que nunca levanta de noite querendo  de volta o perdido, o   uô, uô

    C          Cm      Bm7   Em    C/D      C          Cm        C/D

Quem saberia perder, ô , uô, ô ,uô     Quem saberia perder...

 

 

 

TOM JOBIM

QUERIDA

De: A.C. Jobim

 

Tom: A

Intr.: A7+  A6  Bm7  E7

 

A7+            D7/9

Longa é a tarde

A7+           D7/9

Longa é a vida

G7+                C7/9

  De tristes flores

G7+      C7/9

Longa ferida

F7+       Bb5-/7  F7+    Bb5-/7

Longa é a dor  do pecador,

       A7+   Bm7  E7

querida

A7+        D7/9

Breve é o dia

A7+            D7/9

Breve é a vida

G7+              C7/9

De breve flores

G7+           C7/9

Na despedida

F7+          Bb5-/7      F7+   Bb5-/7

Longa é a dor     do pecador,

        A7+   F#5-/7

querida

F7+          Bb5-/7     F7+   Bb5-/7

Breve é a dor    do trovador,

     A7+   Bm7  E7

querida

 

A7+            D7/9

Longa é a praia

A7+            D7/9

Longa restinga

G7+            C7/9 G7+    C7/9

Da Marambaia    a    Joatina

F7+       Bb5-/7       F7+    Bb5-/7

Breve é a fé      do pescador,

      A7+    F#5-/7

querida

F7+            Bb5-/7

E a longa espera do

F7+   Bb5-/7       A7+   Bm7   E7

caçador,       perdida

Am7+   D7/9    Am7+     D7/9

 O  dia passa e eu    nessa lida

Gm7+       C7/9

Longa é a arte

Gm7+         C7/9

Tão breve é a vida

Fm7+            Bb7/9

Louco é o desejo do

  Fm7+ Bb7/9

ama......dor,

      Am7+  Am7  D7/9  Dm7/9

querida

          A7+   A6    Bm7   F#7

(Querida)

F7+           Bb5-/7     F7+   Bb5-/7

Longo é o beijo do amador,

       A7+   A6   F# 7

bandida

F7+                Bb5-/7

Breve é um jovem

F7+       Bb5-/7    A7+   F#7

mergulhador na ida

 

Fm7+      Bb7/9       Fm7+

Vasto é o mar,    espelho do

Bb7/9      Am7+ Am7   D7/9  Dm7/9

céu, querida ...              

       (A7+   A6   Bm7   E7)

Querida

Querida, Querida ...

 

 

Simone

RAIOS DE LUZ

De: Cristóvão Bastos /

Abel Silva

 

Tom: E

Intr.: A7+  G#m7  C#m7

F#m7 B7 E7 A7+ G#7

C#m7 F#7 B7/4 B7

 

     E7+

Você chegou

 

    A7+

E iluminou

 

   G#7/4           G#7

O meu       olhar

 

             C#m7

Teus olhos   nus

 

A/B

Raios de luz

 

         E7+        D/E

No azul do mar

 

        A7+

Meu coração

 

         D# 7/9-       G# m7   C# m7

Que sempre quis acreditar

 

F#m7

Bateu    feliz

 

     G# m5-/7   C#7        F# 7   C7   B7

Foi só             você chegar

 

           E7+

Sei que a paixão

 

  A7+

Apaga o chão

 

G# 7/4      G# 7

Rareia o ar

 

C#m7

Ser e não ser

 

A/B

Negar querer

 

D/E

Fugir ficar

 

      A# m5-/7

Mas  não fui eu quem

 

Am6

quis assim

 

E/G#            

Aconteceu você pra mim

 

   G#m7  C#m7   F#m7

E eu não  vou   negar

 

   A/B

o que

 

     D/E                 E7

O acaso quis pra nós

 

   A# m5-/7        Am6

A chama desse amor me faz

 

     E/G#           F# 7

Sorrir cantar te quero mais

 

     E/B

Te chamo só

 

     A/B

Pra repetir

 

        E7+                  (Solo)

Te amo

 

      A# m5-/7

Mas não fui eu quem

 

Am6

quis assim

 

E/G#            

Aconteceu você pra mim

 

   G#m7    C#m7    F#m7

E eu não    vou negar

 

   A/B

o que

 

     D/E                E7

O acaso quis pra nós

 

 

    A#m5-/7        Am6

A chama desse amor me faz

 

     E/G#           F#7

Sorrir cantar te quero mais

 

      E/B

Te chamo só

 

      A/B

Pra repetir

 

        E7+

Te amo

 

 

REALCE

De: Gilberto Gil

Intérprete: Gilberto Gil                                                 Tom:   A

 

Introd.:  (  G7  F/G  G7  A/B  E  A/B  B/C# )

                     A/B                                  B/C#

Não se incomode o que a gente pode, pode

                                        C#/D#      E/F#

O que a gente não pode explo..........dirá

                 D/E                                  B/D#

A força é bruta e  a fonte da força é neutra

                                  A/B      B/C#

e de repente    a gente po.......derá

F#m   E  B7/D#  Bm5-/7  

Realce,   realce

               C#m     E        G#m7   C#7

Quanto mais purpurina melhor

 

F#m    E  B7/D#  Bm5-/7

Realce, realce

              C#m      E/F#          D#m        G#      G5-/7    F#5+/7

Com a cor do veludo com amor com tudo de re...........al

F5+/7   E  G5-/7  F#5+/7   F5+/7   E     

Te.......or de        be.............le.........za

A    G/A  A    G/A  A   G/A  A    G/A

Realce,     realce,    realce,    realce...

C/A  G/A  C/A  G/A  C/A  G/A  C/A  G/A

Realce,       realce.     realce.    realce.

 

B/C#               A/B                                B/C#

Não se impaciente o que a gente sente, sente

                                    C#/D#     E/F#

Ainda que não se tente  afeta.........rá

                  D/E                               B/C#

O afeto é fogo e o modo do fogo é quente

                            A/B    B/C#   

E de repente a se  quei......mará 

F#m   E   B7/D#  Bm5-/7

Realce, realce

               C#m   E     G#m7   C#7

Quanto mais parafina melhor

 

ESTRIBILHO

B/C#          A/B                               B/C#

Não desespere quando a vida fere, fere

                                    C#/D#     E/F#

E nenhum mágico  interferi.............rá

                  D/E                                    B/C#

Se a vida  fere como a sensação  do brilho

                                A/B        B/C#

De repente a gente brilha..........rá

F#m   E  B7/D#  Bm5-/7

Realce, realce

               C#m       E        G#m7  C#7

Quanto mais  serpentina  melhor

 

ESTRIBILHO

 

 

ULTRAJE A RIGOR

REBELDE SEM CAUSA

De: Roger Rocha Moreira

 

Tom: A

Intr.:  A   F   C   E

 

A                          F

Meus dois pais me tratam muito bem

             C

O que é que você tem

             E

Que não fala com ninguém

A                         F

Meus dois pais me dão muito carinho

      C

Então por que você

               E

Se sente sempre tão sozinho

 A

Meus dois pais

               F

Me compreendem totalmente

           C

Como é que você se sente

         E

Desabafa aqui com a gente

A                                      F

Meus dois pais me dão apoio moral

       C

Não dá pra ser legal

       E

só pode ficar mal

A                F

Ma ma ma ma ma ma ma

C                 E

Pa pa pa pa pa pa pa

A                 F

Ma ma ma ma ma ma ma

C                   E

Pa pa pa pa pa pa pa

D

    Minha mãe

              F

Até me deu essa guitarra

C

Ele acha bom que o filho

  G

caia na farra

D

E o meu carte

               F

Foi meu pai quem me deu

C

Filho homem tem

        G

Que ter um carro seu

D

Fazem questão que eu

     F

só ande produzido

C

Se orgulham de ver

           G

Um filhinho tão bonito

D                                    F

Me dão dinheiro pra eu gastar

com a mulherada

D                             E

Eu realmente não preciso

                ( A  F  C  E )

Mais de nada

Dm               Am

Meus pais não querem

C                       G

Que eu fique legal

Dm             Am

Meus pais não querem

C                                       E

Que eu seja um cara normal

A

Não vai dar

      F

Assim não vai dar

C

Como é que eu vou crescer

                     E

Sem ter com quem me

revoltar

    A

Não vai dar

     F

Assim não vai dar

              C

Pra eu me amadurecer

                       E

Sem ter com quem me

rebelar

A

Não vai dar

     F

Assim não vai dar

         C

Como é que eu vou crescer

                    E

Sem ter com quem me revoltar

   A

Não vai dar

   F

Assim não vai dar

 

                C

Pra eu me amadurecer

                      E

Sem ter com quem me rebelar

A               F

Ma ma ma ma ma ma ma

C          E

Papapapapapapa...

 

 

REFRÃO DE BOLERO

 

De:  Humberto Gessinger

Intérprete:  Engenheiros do Hawai        Tom:   Bm

 

Introdução:         Bm   F#m   G   A

 

Bm                           F#m

Eu que falei nem pensar

    G                            E/G#

Agora me arrependo roendo as unhas

A                                           A#

Frágeis testemunhas de um crime sem perdão

Bm                            F#m

Mas eu falei sem pensar

G                                           E/G#

Coração na mão como um refrão de bolero

               A                                  A#0

Eu fui sincero como não se pode ser

       Bm                       F#m

Um erro assim tão vulgar

G                           

Nos persegue a noite inteira

      E/G#                                   A                         A#0

E quando acaba a bebedeira ele consegue nos achar

           Bm   F#m

Num bar

               G

Com um vinho barato

          E/G#

Um cigarro no cinzeiro

            A

E uma cara embriagada

           A#0

No espelho do banheiro

Bm  F#m  G             A               Bm  F#m

Ana, teus lábios são labirintos, Ana

          G                         A                    Bm   F#m

Que atraem os meus instintos mais sacanas

G                               A                            Bm   F#m   G   A

Teu olhar sempre distante sempre me engana

Bm                            F#m

Eu que falei nem pensar

    G                              E/G#

Agora me arrependo roendo as unhas

A                                           A#0

Frágeis testemunhas de um crime sem perdão

         Bm                   F#m

Mas eu falei sem pensar

G                                          E/G#

Coração na mão como um refrão de bolero

                A                                  A#0

Eu fui sincero como não se pode ser

        Bm                      F#m

Um erro assim tão vulgar

  G                 

Nos persegue a noite inteira

      E/G#                                  A                           A#0

E quando acaba a bebedeira ele consegue nos achar

           Bm   F#m   G   E/G#   A   A#0

Num bar

Bm  F#m   G             A             Bm  F#m

Ana, teus lábios são labirintos, Ana

      G                               A           Bm   F#m

Eu sigo a tua pista todo dia da semana

       G                             A                Bm   F#m   G   A      (SOLO)

Eu entro sempre na tua dança de cigana

 

Bm  F#m  G             A               Bm  F#m

Ana, teus lábios são labirintos, Ana

          G                         A                    Bm   F#m

Que atraem os meus instintos mais sacanas

G                               A                            Bm   F#m   G   A

Teu olhar sempre distante sempre me engana

      G                               A            Bm   F#m

Eu sigo a tua pista todo dia da semana

G                                   Bm

Todo dia, todo dia da semana

      G                           Bm   G

Eu sigo todo dia da semana

Bm   G   Bm       (SOLO)

Ana...

 

 

RELUZ 

De:  Marcos Sabino

Intérprete: Marcos Sabino                                Tom: E

 

Introd.:  E

E          E7+                      A/E    E7+

Brilha no céu de novo uma estrela

A            B7                        E

soltando a luz que reluz seu olhar.

           E7+                      A/E     E7+

paira no tempo um sonho perdido

A                   B7                                 E

Que a gente só pensa em de novo encontrar

 

B7            A                           E

solto meu grito, seu nome ao vento

                                            B7

e fico voando no meu pensamento

                                                  E    B7

te espero mais livre a cada manhã

                  A                            E

Cheiro uma flor de cravo e canela

                                            B7                                            E

e fico curtindo da minha janela teu corpo suave de hortelã.

 

 

RETRATOS E CANÇÕES 

De:  Michael Sullivan / Paulo Massadas

Intérprete: Sandra Sá                              Tom: A

 

Introd.:  D/E

                        C#m7   F#m7                         Bm7

Hoje eu me peguei                  pensando em você

      Dm7                             A7+                    D/E

Te amo e nem sei como eu amo  (Coisas do amor)

                       C#m7  F#m7                              Bm7

Quero não lembrar               E às vezes sem querer

        Dm7                       A7+

Me apanho falando em você  

C#7                         F#m7                      C#7

Lembranças de nós dois  (Retratos e canções)

                      D7+       D/E                A7+

Um filme de amor que nunca chega ao fim

            F#7         Bm7   D/E                A7+ 

Quem sabe se você     Ainda pensa em mim

      D/E                                                        C#m7  F#m7

Te amo e nem sei como eu amo      Dói o coração

                                 Bm7       D/E                        A7+   D/E    (Solo)

Às vezes que eu lembrar  (Te amo e não quero te amar)

                      C#m7  F#m7                              Bm7

Quero não lembrar              E às vezes, sem querer

        Dm7                        A7+ C#7                          F#m7

Me apanho falando em você       Lembrança de nós dois

                         C#7

(Retratos e canções)

                      D7+           D/E                 A7+

Um filme de amor     Que nunca chega ao fim

F#7                   Bm7     D/E                 A7+

Quem sabe se você       Ainda pensa em mim

         D/E                                                       C#m7  F#m7

(Te amo e nem sei como eu amo)    Dói o coração

                                Bm7        D/E                         A7+  C#m7    Bm7

Às vezes que eu lembrar    (Te amo e não quero te amar)

       D/E                        A7+           C#m7   F#m7

Te amo e não quero te amar, te amar

      D/E                          A7+   C#m7  Bm7

Te amo e não quero te amar

      D/E                         A7+  C#m7  Bm7

Te amo e não quero te amar

       D/E                       A7+     C#m7  Bm7

Te amo e não quero te amar...

 

 

ROBOCOP GAY

 

Intérprete:  Mamonas Assassinas     Tom:  C

 

Introdução:       C   G   C 

 

                              C

Um tanto quanto másculo

                      G

Com “M” maiúsculo

                 

Vejam só os meus músculos

                                 C

Que com amor cultivei

                                 C

Minha pistola é de plástico

                         G

E em formato cilíndrico

                                  

Sempre me chamam de cínico

                                   C

Mas o porque eu não sei

                                  C

O meu bumbum era flácido

                                       G

Mas esse assunto é tão místico

 

Devido ao ato cirúrgico

                                 C

Hoje eu me transformei

                           C

O meu andar é erótico

                                G

Com movimentos atômicos

 

Sou um amante robótico

                            C

Com direito a replay

                               C

Um ser humano fantástico

                        G

Com poderes titânicos

        

Foi um moreno simpático

                                  C

Por quem me apaixonei

                              C

E hoje estou tão eufórico

                                G

Com mil pedaços biônicos

                         

Ontem eu era católico

                                C

Ai, hoje eu sou um gay                                  (solo)

                  C

Abra sua mente

                        G

Gay também é gente

                      Am

Baiano fala oxente

                    F

E come vatapá

                         C

Você pode ser gótico

                             G

Ser Punk ou Skinhead

                                   Am

Tem gay que é Muhamed

                         F

Tentando camuflar (Alah, meu bom Alah)

                C

Faça sua barba

                          G

Arranque seu bigode

                            Am

Gaúcho também pode

                              F

Não tem que disfarçar

                  C

Faça uma plástica

                        G

Aí entre na ginástica

                      Am

Boneca cibernética

                        F

Um Robocop gay

                        C

Um Robocop gay

                        G

Um Robocop gay

                       Am

Ai eu sei, eu sei

                        F

Um Robocop gay

                        C                                     

Um Robocop gay           Ai como dói!

 

 

14 BIS

ROMANCE

De: Flávio Venturini / Juca Filho

 

Tom: G

Intr: G C G D C G C Bm Em Am D G

 

G

Flores simples enfeitando

    Am    D      G

A mesa do café

Lindas e pequenas,

         Am  D         G

arco-íris num buquê

     C       D         Bm

Mistério azul de luz

    Em     Am     D        G

E Vênus brilha temporã

      C            D        Bm      Em

Mistura em nós um só destino

    Am                D   C   D

Estrela da manhã

G

Como num romance

                Am       D        G

Um Deus risonho aqui passou

Derramando cachoeiras

Am  D              G

Pela serra em flor

   C          D   Bm           Em

Viver no coração da lenda

      Am D       G

É fácil meu amor

      C         D      Bm  Em

Um sonho novo todo dia

 

Am

Que ninguém sonhou

D     Am

Oh ... Oh ...

D                   G            Intr.

Canção de amor

G                                  Am

Cintilando na janela aberta

D       G

pro luar

                                  Am

Luzes da cidade refletidas

D        G

num olhar

          C   D             Bm      Em

Constelações entre as antenas

Am        D         G

brincam de brilhar

     C       D       Bm        Em

Estrelas novas no horizonte

Am              D    C    D

Vêm nos visitar

G

Como num romance

                    Am      D         G

Um Deus risonho aqui passou

Numa nave cor da noite

 Am        D          G

que ninguém notou

        C   D         Bm   Em    Am

No coração da fantasia é fácil

D       G

entender

     C         D        Bm  Em

Um sonho novo todo dia

Am             C      D    Am

Lindo de viver, oh... oh...

D          G

Eu e você

Intr.

G

Como num romance

                Am        D          G

Um Deus risonho aqui passou

Numa nave cor da noite

Am        D        G

que ninguém notou

  C           D   Bm        Em

Viver no coração da lenda

    Am   D         G

É fácil  meu amor

        C         D      Bm  Em

Um sonho novo todo   dia

 Am                        C

Que ninguém sonhou

D       Am

Oh... Oh...

D                   G

Canção de amor

 

 

SEGUINDO NO TREM AZUL 

De:  Cleberson Horsth / Ronaldo Basto

Intérprete: Roupa Nova                               Tom: C - C#

 

Introd.:  C

C                  Em                           Dm                 F             G           C

Confessar sem medo de mentir que em você encontrei inspiração para escrever.

                Em                            Dm                       F               G               C           Am

Você é pessoa que nem eu, que sente amor, mas não sabe muito bem como vai dizer

F               C                 Dm  G      C       F            C                 Dm           G       C

Te dou meu coração, queria   dar o mundo  Luar do meu sertão, seguindo no trem azul.

                      Em                Dm                   F                      G          C   

Toda vez que for assobiar a cor do trem é da cor que alguém fizer e você sonhar

                      Em                               Dm                   F                    G              C           Am

Não faz mal não ser compositor, se o amor valeu eu empresto um verso meu pra você dizer.

F            C               Dm  G         C       F        C               Dm           G      C   Am

Só me dará prazer, se      viajar contigo  até nascer do sol, seguindo no trem azul

F               C                  Dm  G        C        F             C                Dm            G      C

Te dou meu coração, queria      dar o mundo. Luar do meu sertão, seguindo no trem azul

C#                      E#m                       D#m                          F#            G#            C#       A#m

Vai lembrar de um cara como eu , que sente amor  mas não sabe muito bem como vai dizer.

F#         C#             D#m  G#      C#     F#      C#                D#m            G#   C#  A#m

Só me dará prazer, se     viajar contigo    até nascer o sol    ,  seguindo no trem azul

F#           C#                D#m  G#    C#       F#        C#                D#m          G#    C#  F#  F#m  C#

te dou meu coração, queria    dar o mundo.   Luar do meu sertão, seguindo no trem azul

 

Djavan

segredo

 

De:  Djavan

Tom:  Gm

Intro.:  (Gm7   C9/7)

 

 

Gm7      C9/7

Desses olhos

Gm7            C9/7

Tenho medo

Gm7          C9/7

Quer dizer tudo

                F7   Bb7

Tudo é segredo

Gm7            C9/7

Vejo em sua cor

Gm7              C9/7

que tudo será triste

           Gm7       C9/7       Gm7    C9/7

Se um dia eu deixar de te ver

Gm7    C9/7

O teu beijo

Gm7         C9/7

Eu invento

Gm7         C9/7

Na sala escura

              F7     Bb7

Do sentimento

Gm7                 C9/7

Quando bate a dor

Gm7                        C9/7

Eu sei que o amor existe

             Gm7            C9/7

E onde vive  que eu chamo

           Gm7   C9/7   F7

E não vem

Eb9/7+

Sofrer, cantar

                                 Gm7

Socorrer, fugir da paixão

pra que?

                                             Eb9/7+

Mesmo onde há certeza de dores

Gm7

Que flores dão

Eb9/7+

Que nem de algodão

                         Gm7

Vago em teu calor

                            C9/7

Sou, sou tão leve

                             F7

Se o amor é breve

                F#0

Deixa nascer

        ( Gm7   C9/7 )

Pra ver...

 

 

REPETE TUDO

 

SEDE DOS  MARUJOS

De: Ivan Lins e Vitor Martins

Intérprete: Ivan Lins                                        Tom:   A

 

Introd.:  ( A  A7  D  G7  Bm7  E  E7 )

         A                  A7            D

Se amavam com a sede dos marujos

      G7                  Bm7       E                         A    E

Lavando os olhos sujos de mar  e  de embarcações

               A                    A7              D                     G7             Bm7

Se devoravam  com  a  fome  dos presídios  com a  festa dos sentidos

       E                        A            F#m4/7          D7+

guardadas  em seus porões  o  amor  cheio de gula

                        F4   F                  Bb7+    Gm  C#7

Desvairado e febril como a gente nunca  viu

  F#m4/7                  D7+                                   F4

Um amor cheio   de fúria tão selvagem   que por mim

F                   Bb7+    Gm   Bm7  E

condenava a não  ter  fim

           A                  A7                D

Se adoravam  mas  tanto, tanto,  tanto

        G7                     Bm7              E                   A

que eu  já não   me  espanto de  um dia  te  amar assim.

 

 

SE ME LEMBRO FAZ DOER

 

De: J.C. Sampa

Intérprete: Sampa Crew       Tom:  A

 

Introdução:   (A   Bm   C#m   Bm   A)

 

       A                                  Bm

Procuro alguém com quem possa dividir

         C#m

Essa dor que me corrói, quer me destruir

            Bm

Eu fui fundo nesse amor, fui sem medo

      A

Procuro os motivos, sei que não mereço

As lembranças me atormentam

 Bm

Tanto

                      C#m

E no entanto, tento esquecer

                               Bm

Se me lembro faz doer

                             A

Tudo traz aqui você, dizendo que me amava

                                          Bm

Que em meus braços, só assim feliz estava

      C#m

As suas mentiras, tenho que reagir

         Bm

Não quero sofrer mais, nem me iludir

           A

Dessa vez, de uma vez decidi

                           Bm

Hoje resolvi mudar

             C#m

Vou deixar de lhe amar                          REFRÃO

Bm

Hoje resolvi mudar

             A

Vou cantar

                      Bm            C#m

Juro não ser mais um bobão

Bm

Hoje resolvi mudar

             A

Vou cantar, vou cantar

            A                               Bm

Foi tão bom , e é tão triste saber

      C#m

Ironias dessa vida, que a gente nem sabe por quê

Bm

Ontem o que me deu tanto prazer

A

Hoje se me lembro faz doer, quem sabe um dia

            Bm

Numa dessas paisagens

      C#m

A gente se encontre, nem que de passagem

       Bm

E você já me veja refeito

            A

Dessa dor que me invadiu o meu peito

 

REFRÃO

             A

Vou cantar

                      Bm            C#m

Juro não ser mais um bobão

Bm

Hoje resolvi mudar

             A

Vou cantar, vou cantar

     A    Bm   C#m

Yeah, yeah, yeah

Bm       A

Uh, uh, uh

    A     Bm   C#m

Yeah, yeah, yeah

Bm        A

Uh, uh, uh

 

 

SIMONE

SANGRANDO

De: Gonzaga Jr.

 

Tom: F

Intr.: Dm7

 

Dm7

Quando eu soltar a minha voz

                  Gm7

Por favor entenda

C7

Que palavra por palavra

Eis aqui uma pessoa se

           F7+

entregando

F7/4                    F7

Coração na boca peito aberto

        Bb7+

Vou sangrando

G7

São as tunas dessa nossa vida

                         Bb/C   C#o

Que eu estou cantando

Dm7

Quando eu abrir a minha

garganta

                 Gm7

Essa força tanta

Bb/C                                       C7

Tudo que você ouvir esteja certa

                          F7+

Que estarei vivendo

F7/4                               F7

Veja o brilho dos meus olhos

 

        Bb7+

E o tremor nas minhas mãos

              G7

E o meu corpo tão suado

                 Bb/C

Transbordando toda raça e

      C7

emoção

        F

E se eu chorar

       F5+                    Bb  C7

E o sal molhar o meu sorriso

               Gm7

Não se espante cante que

            C7

o teu canto

 minha força pra

      Am7  Dm7  Gm7  C7

cantar

             F                            A5+/7

Quando eu soltar a minha voz

                  Bb7+   C7

Por favor entenda

     Gm7                             C7

 apenas o meu jeito de viver

             F7+   G7   C7

O que ‚ amar

Dm7

Quando eu soltar a minha voz

                    Gm7

Por favor entenda

Bb/C                    C7

Que palavra por palavra

Eis aqui uma pessoa se

        F7+

entregando

 

F7/4                   F7

Coração na boca peito aberto

              Bb7+

Vou sangrando

G7

São as tunas dessa nossa vida

                              Bb/C  C#o

Que eu estou cantando

Dm7

Quando eu abrir a minha garganta

                   Gm7

Essa força tanta

Bb/C                                   C7

Tudo que você ouvir esteja certa

                       F7+

Que estarei vivendo

F7/4                                 F7

Veja o brilho dos meus olhos

        Bb7+

E o tremor nas minhas mãos

               G7

E o meu corpo tão suado

             Bb/C

Transbordando toda raça e

        C7

emoção

         F

E se eu chorar

       F5+                        Bb   C7

E o sal molhar o meu sorriso

          Gm7

Não se espante cante que

           C7

o teu canto

 minha força pra

         Am7   Dm7   Gm7   C7

cantar

            F                          A5+/7

Quando eu soltar a minha voz

                  Bb7+    C7

Por favor entenda

    Gm7                               C7

 apenas o meu jeito de viver

           F7+      C7

O que é amar

    F

E se eu chorar

               A5+/7

E o sal  molhar

              Bb7+   C7

o meu sorriso

                Gm7

Não se espante cante que

            C7

o teu canto

 minha força pra

        Am7   Dm7   Gm7  C7

cantor

             F                          A5+/7

Quando eu soltar a minha voz

                   Bb7+   C7

Por favor entenda

   Gm7                              C7

 apenas o meu jeito de viver

               F7+   Eb/F

O que é amar

                   F   Eb/F

O que é chorar

                   F

O que é cantar

 

 

SAMPA

De: Caetano Veloso

Intérprete: Caetano Veloso                                                 Tom:   C

 

Introd.:  Dm7/9   G5+/7  G7   C   G5+/7

C                           Bm5-/7    E7/9-   Am  Am7+  Am7  C7

Alguma coisa acontece no meu coração

        F                               A7                     Dm

Que só quando cruza a Ipiranga e a Av. São João

             G7                                        G#o      Am

É que quando eu cheguei por aqui eu nada entendi

         D7/9

Da dura poesia concreta de tuas  esquinas

                                                     Dm   G7

Da deselegância discreta de tuas meninas

C                                C7

Ainda não havia para mim Rita Lee

     F7+                            F#o

A tua  mais  completa tradução

C/G          A5+/7     Dm7/9  G7/13  E7/9+   A5+/7

Alguma  coisa acontece no meu  coração

        Dm7/9                       G5+/7         G7           C    G5+/7

Que    quando cruza  a Ipiranga e a avenida São João

             C                          Bm5-/7      E7/9-      Am   Am7+   Am7  C7

Quando te encarei frente a frente  não vi o meu rosto

       F                                 A7                                  Dm

Chamei de mau gosto o que vi  de mau gosto, mau gosto

G7                                       G#o      Am

É que narciso acha  feio que não é espelho

        D7/9                                                

E a mente apavora o que ainda não é mesmo velho

                                                                             Dm  G7

Nada do que não era antes quando não somos mutantes

      C                 C7                                   F7+

E  foste difícil começo,  afasta o que não  conheço

                                               F#o

E quem  vem  de outro sonho feliz de cidade

  C/G             A5+/78      Dm7/9    G7/13    E7/9+    A5+/7

Aprende depressa a chamar-se de reali.........dade

      Dm7/9                        G5+/7         G7          C       G5+/7

Porque  és o avesso  do avesso , do avesso do avesso

        C                      Bm5-/7 E7/9-      Am   Am7+  Am7  C7

Do povo oprimido nas filas,   vilas, favelas

        F                             A7                             Dm

Da força da grana que  ergue  e  destroi coisas belas

       G7                              G#o                Am

Da feia fumaça que sobe  apagando as  estrelas

        D7/9                         

Eu vejo surgir teus poetas de campos  e espaços

                                                                     Dm   G7

Tuas oficinas de florestas , teus  deuses da  chuva

C                        C7                    F7+                

Panaméricas de Áfricas utópicas  túmulo  do samba mais possível,

            F#o

novo quilombo de zumbi

          C/G    A5+/7     Dm7/9    G7/13  E7/9+  A5+/7

E os novos baianos passeiam na   tua    garoa

        Dm7/9               G5+/7        G7    C6/9

E os novos baianos te podem curtir numa boa.

 

 

MPB4

SABIÁ

De: Tom Jobim/Chico Buarque

 

Tom: C

Introd.: C G7

 

  C   Ebo  Dm7         G7   C     Ebo  Dm7

Vou voltar sei que ainda vou voltar

            E7    Am   Am7+ Gm7  C7  F7+  Dm7

Para o meu lugar foi lá é ainda lá

            E7        Am  Am/G  Am/F#

Que eu hei de ouvir can .... tar

        F7+   Am  Am/G Am/ F#    F7+  C

Uma sabiá       can . . . tar uma sabiá

 C    Ebo  Dm7          G7   Eb   F#o  Fm7

Vou voltar sei que ainda vou voltar

          Bb7   Ebm           Ebm7/C#   Cm7/11

Vou deitar à sombra de uma palmeira

        F7       Bbm  F#7+

Que já não há

              Bbm  Eb7/9      Abm7  E7

Colher a flor que já não há

              Abm7   C#7      Do       Ebm   Ebm7+

E algum amor talvez possa espantar

        C#m7/11    Ab5+  Bb7/12   Am7/11

As noites que eu não queri . . . a

      Ab7/12   A7    D7/9 G7  F/G  G7/9/13

Me anun . . . ci . . . ar       o dia

  C   Ebo Dm7      G7   Eb    Ebo    Fm7

Vou voltar sei que ainda vou voltar

           Bb7     Eb                    Eb7    Ab7M

Não vai ser em vão que fiz tantos pianos

          Cm                    Fm7                        

De me enganar coma fiz enganos de me

              Cm

encontrar

        

          Cm7/Bb   Ab7+    C#7+   Cm

Como fiz estradas de me perder

         Cm7/Bb  Ab7+  C#7+     Cm

Fiz de tudo e nada de te esquecer

 

 

SÁBADO

 

De: José Augusto/ Paulo Sérgio Valle

Intérprete: José Augusto Tom:  G

Introdução:    G   D7   G

 

          G              D

Todo sábado é assim

          Em                   C

Eu me lembro de nós dois

       G    Bm    Em7           Am   D

É o dia mais difícil sem você

         Em                   Em7+                        Em   A

Outra vez os amigos chamam pra algum lugar

             Am                                                 D

E outra vez eu não se i direito o que vou falar

           G                  D               Em              C

Quero explodir por dentro inventar uma paixão

                G      Bm         Em               Am   D

Qualquer coisa que me arranque a solidão

            Em                Em7+                 Em   C#m7/5-

Um motivo pra não ficar oura noite assim

           Am         G                G7

Sem saber se você volta pra mim

                C                                           G

Eu já tentei, fiz de tudo pra te esquecer

                                    D

Eu até encontrei prazer

                C            D          G   G7

Mas ninguém faz como você

                  C                                         G

Quanta ilusão ir pra cama sem emoção

                                     D

Se o vazio que vem depois

            C                  D          G

Só me faz lembrar de nós dois

 

 

MILTON NASCIMENTO

ROUXINOL

De: Milton Nascimento

 

Tom: F

Intr.: F9

 

F        F7+            Bb/D

Rouxinol tomou conta do meu

      A7/4   A7

viver

     Bb/D                     F/A

Chegou quando procurei,

    Bb6

razão pra poder

       A7/4  A7

seguir

F             F7+             Bb/D

Quando a música ia e quase

         A7/4    A7

eu fiquei

Dm7       F/G                Bb/D

Quando a vida chorava mais

                  A7/4   A7

que eu gritei

Dm         Dm7+

Pássaro deu a volta ao

Dm/C       Bbm6

mundo e brincava ...

F         F7+

Rouxinol me ensinou que

Bb/D        Bb/C

É só não temer,

      F

cantou

 

          Bb/G         F

Se hospedou em mim

vocalização       Uu ... l l l ...  Sobre mesma harmonia

Bb6       A7/4        A7        Dm

Todos os pássaros, anjos dentro

      G

de nós

Bb/D       F/G            Bb6

Uma harmonia trazida dos

          F

rouxinóis . . .

lntrodução   Sobre mesma harmonia

Bb/D           A7/4     A7      Dm

Todos os pássaros, anjos dentro

     G

de nós

Bb/D        F/G            Bb6

Uma harmonia trazida dos

          F

rouxinóis . . .

Bb/D         A7/4       A7   Dm

Todos os pássaros, anjos dentro

      G

de nós...

Bb/D       F/G              Bb6

Uma harmonia trazida dos

          F

rouxinóis . . .

 

 

SÁBADO DE SOL

 

Intérprete:  Mamonas Assassinas        Tom:   D

 

Introdução:        (D   Bm   G   A)    

 

D                Bm

Sábado de sol

         G                   A

Aluguei um caminhão

D                    Bm

Pra levar a galera

G                   G

Pra comer feijão

                  D                       Bm

Chegando lá, mais que vergonha

 G                 A

Só tinha maconha

                  D                  Bm

Os maconheiro tava doidão

       G                    D

Querendo meu feijão

 

 

DORIVAL CAYMI

VOCÊ JÁ FOI À BAHIA

 

Tom: F

Intr.:Gm7 C7  F/C  Dm7  Gm7  C7  F  Dm7  Gm7  C7  F

 

 

F

Você já foi à Bahia, nêga?

C7

Não?

F'

Então vá!

Dm                        C7

Quem vai ao "Bonfim", minha nêga,

C7                              F6     Bb7+

Nunca mais quer voltar.

F         Dm7  G7   

Muita sorte teve,

                     C7

Muita sorte tem,

                      F7+   Am5-  

Muita sorte terá

D7                   Gm7   

Você já foi à Bahia, nêga?

C7

Não?

           F

Então vá!

F7+            Gm7

Lá tem vatapá

C7       F/C

Então vá!

    Dm7       Gm7

Lá tem caruru,

C7       F

Então vá!

     Dm7         Gm7  

Lá tem munguzá,

C7       F

Então vá!

      Dm7           Db9

Se "quiser sambar"

C7      F

Então vá!

Am5-    D7              Gm7

Nas sacadas dos sobrados

    Gm7     Bbm6   C9    F7 

Da velha    São    Salvador

             Dm7                G7 

Há lembranças de donzelas,

Bb/C        C7          F

Do tempo do Imperador.

          Am5-  D7   Gm7

Tudo, tudo   na Bahia

          Bbm6   C7    F7+  

Faz a gente querer     bem

Dm                     G7    

A Bahia tem um jeito,

             Bb      C7     F

Que nenhuma terra tem.

 

 

BIQUINI CAVADÃO

ZÉ NINGUÉM

De: Álvaro / Bruno / Sheik /

Miguei / Coelho

 

Intr.: Bm A G

 

Bm                         A         E

Quem foi que disse que amar

        Bm   A   G

é sofrer?

 Bm                        A       E

Quem foi que disse que Deus

             Bm

é brasileiro,

           A                      G

Que existe ordem e progresso

Em                                           Bm

Enquanto a zona corre solta no

                A   G

congresso?

Bm                                     A

Quem foi que disse que a justiça

E                      Bm    A   G

tarda mas não falha?

Bm

Que se eu não for um bom

       A    E

menino, Deus vai

        Bm    A   G

castigar

      Em

Os dias passara lentos,

Aos meses seguem os

 aumentos

Bm

Cada dia eu levo um tiro

A

Que sai pela culatra

    Em

Eu não sou ministro!

Eu não sou magnata!

                 D

Eu sou do povo, eu sou um

              Em   D

Zé Ninguém

            D

Aqui embaixo, as leis são

      G

diferentes!

       A        D

Eu sou do povo, eu sou um

              Em  D

Zé Ninguém

            D

Aqui embaixo, as leis são

       G      A   (Intr.)

diferentes

Bm

Quem foi que disse que os

 A         E                Bm   A   G

homens nascem iguais?

Bm                                   A

Quem foi que disse que dinheiro

        E                    Bm

não traz felicidade,

     A               G              Em

Se tudo aqui acaba em samba?

No pais da corda bamba,

Bm        A            G

querem me derrubar!

Bm

Quem foi que disse que os

 

A                   E

homens não podem

       Bm   A   G

chorar?

Bm                                     A

Quem foi que disse que a vida

   E                    Bm

começa aos quarenta?

     A           G          Em

A minha acabou faz tempo

Agora entendo porque

Bm

Cada dia eu levo um tiro

 A

Que sai pela culatra

   Em

Eu não sou ministro!

Eu não sou magnata

                  D

Eu sou do povo, eu sou um

               Em   D

Zé Ninguém

       D

embaixo, as leis são

       G          A

diferentes!!

     Em

Os dias passam lentos,

Os dias passam lentos,

Bm

Cada dia eu levo um tiro

A

Cada dia eu levo um tiro

      Em

Eu não sou ministro!

Eu não sou magnata

               

                D

Eu sou do povo, eu sou um

                 Em    D

Zé Ninguém

              D

Aqui embaixo, as leis são

        G          A

diferentes!!...